Sul 21 divulga matéria sobre o descaso dos jornais gaúchos com a morte de Magda Renner

magda.jpg

Magda Renner, conhecida como uma das pioneiras da ecologia, faleceu na terça-feira da semana passada, dia 11 de outubro. Com Gisela Castro, Hilda Zimmermann e outros seguidores de José Lutzenberger, a ecologista saía às ruas em manifestações e enfrentava os interesses de multinacionais e grandes empresas que se apropriavam da Amazônia.

Suas ações renderam manchetes que foram destaques nas empresas de comunicação. No entanto, como expõe André Pereira – jornalista responsável pela matéria do Sul 21 em questão -, a sua morte teve pouca repercussão em três dos principais jornais do estado: o Correio do Povo não noticiou, o Jornal do Comércio publicou em rodapé de três colunas e a Zero Hora a reduziu a uma amazona “capitaneada” por José Lutzenberger.

Leia a matéria completa em: http://www.sul21.com.br/jornal/a-coragem-alheia-de-magda-que-o-jornalismo-tanto-usou-ou-o-insulto-a-memoria-das-pioneiras-ecologistas-do-rs/

 

PGR realiza audiência sobre Rádios Comunitárias

No dia 6 de Outubro aconteceu a Audiência Pública Rádios Comunitárias – Desafios e Perspectiva, realizada pela Procuradoria Federal dos Direitos dos Cidadãos e pelo Ministério Público Federal, no auditório da Procuradoria Regional da República da 4ª Região (PRR4), em Porto Alegre. O evento, coordenado pelo Grupo de Trabalho Comunicação Social da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), reuniu representantes de organizações da sociedade civil, do poder público e de entidades do setor para discutir desafios e as perspectivas no campo da radiodifusão comunitária. Estiveram presentes, enquanto painelistas, representantes do Comitê Gaúcho do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), da Associação Gaúcha de Radiodifusão Comunitária (ABRAÇO-RS), da Anatel, da PRR4 e do GT supracitado.

Foram levantados os problemas históricos enfrentados pelo movimento de rádios comunitárias, como a criminalização, a incoerência das leias do setor, a desproporcionalidade de tratamento e velocidade (quando comparado aos processos que envolvem rádios comerciais) e o dano causado à toda sociedade e à própria democracia nacional (pois sem democracia na comunicação, não existe democracia no país). A criação do GT foi vista como positiva pelos movimentos e entidades, porém a ausência do Ministério das Comunicações e da Polícia Federal foram lamentadas pelos presentes. Um novo encontro será realizado em uma das regionais da ABRAÇO-RS ainda este ano.

Confira a matéria realizada pelo MPF em: http://www.mpf.mp.br/regiao4/sala-de-imprensa/noticias-r4/problemas-enfrentados-por-radios-comunitarias-no-rs-sao-discutidos-em-audiencia-publica

Matheus Castro, do Núcleo de Comunicação Comunitária da UFRGS.

Audiência Pública sobre rádios comunitárias ocorre em 6 de outubro

 

radios-comunitarias-rs

Com o tema “Rádios Comunitárias: desafios e perspectivas”, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), do Ministério Público Federal, promove audiência pública na próxima quinta-feira, dia 6 de outubro, em Porto Alegre.  O diálogo ocorre das 14h às 18h no auditório da Procuradoria Regional da República na 4ª Região, localizada na Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, número 800, no bairro Praia de Belas. Para mais informações, acesse:  https://audienciapublicaradioscomunitarias.wordpress.com/.

 

O quê: Audiência Pública Rádios Comunitárias – Desafios e Perspectivas
Quando: 6 de outubro de 2016, de 14h às 18h
Onde: auditório da Procuradoria Regional da República na 4ª Região, localizada na Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 800, Bairro Praia de Belas, Porto Alegre/RS.

 

 

Espetáculo ‘Os três presentes mágicos’ será apresentado em espaços públicos de Porto Alegre

Banner-presentesContação de histórias, bonecos de luva, teatro de sombras e teatro visual estão na programação que o Coletivo de Arte Negra Kayodê apresenta em diferentes espaços públicos da cidade de Porto Alegre (RS).
O espetáculo Os três presentes mágicos será encenado nos dias 13, 14, 20, 21, 27 e 28 de agosto, às 17h, na Praça Alexandre Záchia; e nos dias 23, 24 e 31 de agosto, às 18h, no Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, ambos localizados no Bairro Cristal. Ensaios abertos da montagem de bonecos gigantes Um Sonho de Liberdade e a exibição de documentários e fotografias do projeto também fazem parte da programação, que é gratuita. Este projeto foi contemplado pela Bolsa Funarte de Fomento aos Artistas e Produtores Negros.
Inspirado na obra de Rogério Andrade de Barbosa, o espetáculo Os três presentes reúne as técnicas da contação de histórias e do teatro de animação para mostrar a saga de três irmãos, que partem de uma pequena aldeia no antigo reino do Congo para salvar uma princesa aprisionada por um terrível monstro. Após cumprirem tarefas para uma criatura misteriosa, eles recebem presentes encantados – um espelho mágico, um tapete voador e uma rede indestrutível, com os quais podem libertar a princesa e ser, apenas um deles, digno de casar-se com ela. O conto faz parte de uma vertente da tradição oral africana chamada história-enigma, na qual o ouvinte é quem opina ou decide sobre a solução ou destino das personagens. Um jeito ativo de participar, discutir, decidir e aprender, em coletividade, lições de vida e valores humanos.
A primeira rodada de apresentações da montagem Os três presentes, com a chamada “O espaço público é lugar de teatro!” tem como locais de referências a praça pública Alexandre Záchia e o equipamento cultural comunitário Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, localizados na periferia de Porto Alegre (RS). Segundo a equipe do Coletivo de Arte Negra Kayodê, a intenção é qualificar o espaço público e comunitário como lugar privilegiado de manifestação artística e cultural.
Na programação também estão incluídos ensaios abertos do coletivo de percussão Ialodê Idunn, com o espetáculo de bonecos gigantes Um Sonho de Liberdade, do projeto Comunicação e Arte; Radioarte com o coletivo Sopapo de Mulheres/ Ruídos Urbanos e a mestra de cerimônia Boneca Gertrudes, do Grupo Fuzuê Teatro de Animação. O público pode ter acesso, ainda, a documentários e fotografias do projeto Os Três Presentes Mágicos criados pela Cristalizar Vídeo Produções (CVP) e Coletivo Imagens Faladas. Os interessados também podem conferir, através de um blog, notícias, eventos, artigos, fotos, vídeos e pesquisas que foram utilizados na criação do espetáculo. A página é ancorada na Plataforma Cultura Digital, de código aberto e livre.
Saiba mais sobre o projeto aqui
 
Serviço:
EspetáculoOs três presentes mágicos, do Coletivo de Arte Negra Kayodê
Com as técnicas de contação de histórias, bonecos de luva, teatro de sombras e teatro visual
Dias e horários: 13, 14, 20, 21, 27 e 28 de agosto, às 17h, na Praça Alexandre Záchia
Dias e horários: 23, 24 e 31 de agosto, às 18h, no Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo
Duração: 50 minutos
Gratuito
Local:Bairro Cristal, Porto Alegre, Rio Grande do Sul (RS)
Obs.: Durante os dias de programação, o público também pode conferir os ensaios abertos da montagem de bonecos gigantes Um Sonho de Liberdade e a exibição de documentários e fotografias do projeto.
Atenção: Caso chova, a apresentação será cancelada e transferida para a data posterior da programação
Este projeto foi contemplado pela Bolsa Funarte de Fomento aos Artistas e Produtores Negros